O sono do bebê recém-nascido e suas duas fases

Facebook
Twitter
LinkedIn
Um dos segredos para conhecer o seu bebê e também para o ajudar a conciliar o sono, é mergulhando nos seus mistérios.

Do mesmo modo que nós adultos temos diferentes formas de dormir, os bebês também apresentam suas particularidades, embora existam características comuns.

Se prestar atenção no sono do seu filhinho, você se dará conta que ele tem uma maneira própria de dormir. Não é apenas porque dorme muitas vezes ao dia e nem porque cada sono dura em média três horas, mas sim devido ao que faz ou deixa de fazer enquanto dorme. Os recém-nascidos têm duas fases de sono: o sono profundo e o sono ligeiro.

Fase 1: o sono profundo

 No sono profundo, o bebê tem uma respiração regular e profunda. Sua postura na cama é de entrega total, o seu corpinho fica relaxado e, geralmente, tem as mãos abertas, a feição tranquila e sorridente. Despertá-lo nesta fase do sono é altamente incômodo para o bebê, o qual se sente jogado da cama.

Fase 2: o sono ligeiro

A fase do sono ligeiro é muito fácil de reconhecer, pois embora os olhos estejam fechados, se você prestar atenção, vai detectar movimentos rápidos do globo ocular abaixo das pálpebras. Outros sinais de que está nesta fase são as mãos fechadas, a testa franzida, move-se um pouco e sua respiração é irregular. Se precisar acordá-lo que seja quando ele esteja em sono ligeiro, já que o despertar será menos traumático.

A pergunta agora é como despertar o bebê sem que chore. Já percebeu como ele estremece ao ser acordado com barulho? Por isso, é aconselhável usar a voz baixa e movimentos lentos para que o despertar não seja um tormento, e sim um instante tão prazeroso quanto dormir.